Search
  • Dra. Fernanda Sartori

Psiquiatria & Arte - O caso Van Gogh

Van Gogh é considerado uma das figuras mais famosas e influentes da história da arte occidental e um dos precursores da arte moderna. É também muito estudado pela Medicina e Psiquiatria.


Vincent Van Gogh nasceu em 1853, Holanda.

Desde criança foi descrito com o tendo um temperamento difícil. Seus anos de adolescência e vida adulta jovem foram bastante turbulentos, marcados por relacionamentos afetivos conturbados, desilusões amorosas, cuidados precários com sua saúde, pobreza e tentativas frustradas de encontrar-se profissionalmente. Somente com 27 anos decidiu que se dedicaria à arte.

___________

De 1886 a 1888 ele viveu em Paris com seu irmão Theo, que era um negociante de arte.

Lá, conheceu muitos pintores impressionistas, entre eles, Paul Gauguin. Nessa época foi introduzido ao absinto, uma bebida muito popular, principalmente entre artistas. Apesar dos danos que a vida boêmia e o uso abusivo de absinto trouxeram, essa foi uma fase muito importante para seu trabalho: foi quando as cores invadiram fortemente sua paleta.

___________

Aos 35 anos mudou-se para o sul da França numa cidade chamada Arles. Estava em busca de novas cores, luzes e também movido por um sonho de construir o “estúdio do Sul”, uma comunidade de artistas. O local ficou conhecido como “A casa amarela”. Pouco tempo depois Paul Gauguin juntou-se a Vincent.

Esta foi uma fase muito prolífera artisticamente mas que acabou se tornando intensamente turbulenta devido às diferenças de temperamento e discordâncias dos dois artistas. Vincent foi ficando cada vez mais propenso a “ataques de raiva” violentos. Por fim, Gauguin acabou anunciando rompimento dessa parceria.

Sofrendo essa imensa decepção, desencadeou-se na vida de Vincent uma fase de intenso declínio de sua saúde mental - que já era muito frágil. Começou com o episódio já bem conhecido popularmente: quando se automutilou, cortando parte de sua orelha e oferecendo-o a uma prostituta da cidade.

___________

A partir do episódio da automutilação cortando parte de sua orelha, Vincent seguiu tendo crises e pessoas da cidade de Arles acabaram assinando uma petição para que ele saísse da cidade, descrevendo-o como uma pessoa inadequada para conviver em sociedade.

Vincent foi internado, então, num Hospital psiquiátrico em Saint-Rémy, França, em maio de 1889.

Nessa época, ele escreveu para sua irmã: “Estou indo para o asilo em Saint Rémy (…) No total, tive quatro ataques maiores, durante os quais eu não sei o que fiz, disse ou queria”.

Internado, Vincent apresentou quatro episódios psicóticos. O último durou de fevereiro a abril de 1890, tendo cursado com alucinações terríveis e intensa agitação psicomotora.

Mesmo sem tratamento específico (na época não existia medicações e o tratamento oferecido no Hospital de Saint Remy era apenas experimental), recuperou-se.

___________

Porém, após esse último episódio de dois meses, seguiu-se um período depressivo. “Tem-me chegado cartas de minha família, mas não tenho ânimo de lê-las, de tão triste e melancólico que estou.”… “mas de acordo com minha experiência, depois dessas crises, das que tive até agora, há três ou quatro meses de completa tranquilidade.” [Carta de Vincent a seu irmão Theo, 1 maio de 1890].


Sua produção artística no período que passou em Saint-Rémy, por outro lado, foi extensa: produziu cerca de 300 trabalhos ao longo do seu 1 ano de internação e entre elas estão várias das suas mais famosas.

Vincent acabou sendo considerado “curado” pelo médico que o acompanhava em Saint Remy. Mudou-se para a cidade de Auvers-sur-Oise ao norte de Paris, onde passou as últimas 10 semanas de sua vida. A escolha desse local foi porque estaria perto do médico Paul Gachet, conhecido de Theo (figura 4).

___________

Na fase em que passou em Auvers, Vincent manteve-se aparentemente calmo. Só que ele passou a sofrer devido ao seu isolamento social, ao preconceito por seu transtorno mental e devido a problemas no relacionamento com seu tão estimado irmão Theo.

Na produção artística desta fase os elementos tão luminosos e bonitos antes presentes no seu céu passaram a desaparecer.

Em uma de suas cartas da época, escreveu: “Comecei a pintar novamente, embora seja difícil até mesmo sustentar o pincel, mas sabendo exatamente o

que desejo pintar, passei a fazer três quadros maiores (...) Um grande campo de trigo sob um céu nublado no qual não foi difícil expressar tristeza e solidão…”.


Vincent conseguiu uma arma emprestada do dono da pousada onde estava. Ele chegou a usá-la ameaçando o Dr Gachet, num ataque de fúria. Três dias depois, ele usou a mesma arma atirando em si próprio. Faleceu em 29 de julho de 1890, aos 37 anos.

___________

Há muitas discussões científicas acerca do diagnóstico de Vincent Van Gogh.

Um dos diagnósticos mais bem aceitos é o de Transtorno de Humor Bipolar (THB)

Os aspectos que falam a favor desse diagnóstico são:

- padrão cíclico de episódios de alteração de humor e comportamento

- entre as crises, períodos de normalidade

- ausência de deterioração cognitiva (que é comum na esquizofrenia)

- padrões alterados de energia, sono e alimentação

- comorbidade com alcoolismo (prevalente no THB)

- períodos de irritabilidade intensa e comportamento violento, com ou sem sintomas psicóticos (alucinações, delírio, desorganização do comportamento)

- períodos depressivos com muito desânimo e falta de energia

- história familiar positiva (muito comum no THB): teve uma irmã que passou muitos anos em instituições psiquiátricas e um irmão que cometeu suicídio

- suicídio é um desfecho que acontece em 15-20% dos casos de THB não tratados

___________

Filmes utilizados como fonte:

“Com amor, Vincent”

“No portal da eternidade”

___________

Artigos utilizados como fonte:

1.

http://epilepsia.org.br/wp-content/uploads/2017/06/A-doenca-e-a-arte-de-Vincent-Van-Gogh.pdf?fbclid=IwAR2ESGAlQqmaEVGGBHzMl7m573wkCk8FpcDSs-UotWnb1XSshLbHlWOvzQA

2.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1881383/?page=1&fbclid=IwAR24anV8FpP4MZD4CvGv5cDswWZxj2AjdlUVJ2YqlB2PzLsXFYAGbiRpczY

3.

https://ajp.psychiatryonline.org/doi/pdf/10.1176/appi.ajp.159.4.519?fbclid=IwAR2ZDtg4e8ckk8VxEcdOvK-GIMXnRriKVOn2tEyYRXE2nb5ium5RmYd5edU

___________

Tags

#psiquiatriaearte #psiquiatria #psicologia #vangogh #vincentvangogh

36 views
 

©2019 by Dra. Fernanda Sartori Psiquiatra. Proudly created with Wix.com