QUANDO PROCURAR UM PSIQUIATRA?

Resumidamente, quando há condições psíquicas e de comportamento que impactam na qualidade de vida e funcionalidade do indivíduo.

Algumas condições (principalmente de população jovem e adulta) em que um/a psiquiatra pode auxiliar, tanto na avaliação quanto na orientação e condutas, são:

  • Mudança de humor e nível de energia por um período de tempo significativo e que impactam na qualidade de vida, nos relacionamentos, no desempenho (estudantil, laboral)

  • Irritabilidade constante, explosões de raiva e/ou comportamentos agressivos que ocorrem de forma recorrente ou episódicas

  • Dificuldades com a regulação emocional

  • Comportamentos impulsivos que acarretam em consequências indesejáveis 

  • Sensação de tensão constante, stress, sobrecarga emocional

  • Problemas psicológicos e comportamentais decorrentes de situações traumáticas recentes ou antigas 

  • Medos, fobias e ansiedade excessivos, em contextos generalizados ou específicos, associando-se a sofrimento e perturbações comportamentais relacionadas

  • Crises de ansiedade, crises de pânico e sofrimento devido ao acontecimento recorrente destas

  • Pensamentos obsessivos (percebidos como algo estranho à pessoa mas dos quais esta não consegue se livrar ou se distrair) acompanhados ou não por comportamentos compulsivos ou ritualísticos na tentativa de alivia-los

  • Problemas comportamentais devido a uso abusivo e recorrente de substâncias psicoativas (podendo ser álcool, cigarro, drogas ilícitas, medicamentos “tarja preta”)

  • Relação problemática com a comida e/ou com a imagem corporal

  • Insônia, hiperssonolência ou outros distúrbios do sono que ocorre de forma persistente ou recorrente e impactam na qualidade de vida

  • Sintomas físicos/ somáticos para os quais não são identificados motivos claros fisiológicos que os explique

  • Dificuldades recorrentes em relacionamentos íntimos ou interpessoais

  • Reações de luto muito intensas e prolongadas

  • Problemas na função sexual que podem ter influência de aspectos psicológicos/ emocionais

  • Marcante dificuldade para manter o foco e capacidade de concentração, desatenção, problemas de memória, procrastinação.

  • Apresentação de: pensamentos que parecem não condizer com a realidade; sensação de ver/ ouvir coisas que outras pessoas não estão presenciando; comportamentos bizarros ou que parecem desorganizados